sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Reunion in Barsaloi - Corinne Hoffmann - Independent Publishers Group

Esse livro é o útimo da trilogia escrita por Corinne Hofmann.
Antes de ler essa resenha, seria legal ler sobre A Massai Branca e Back from Africa, sobre os quais já escrevi as respectivas resenhas.

Reunião em Barsaloi é lindo e, para quem acompanhou os dois primeiros livros de maneira intensa e completamente mergulhada e envolvida na história, como eu, saber como foi o reencontro
de Corinne com o homem de quem ela havia fugido há 14 anos, com sus filha bebê nos braços, foi emocionante demais.

Esse homem despertou em Corinne uma paixão arrebatadora, que fez com que ela passasse de turista a integrante de uma tribo massai,
ultrapassasse obstáculos que eu já mais teria conseguido viver e, ainda, sobreviver a 5 malárias. Tudo em nome do amor que sentia por ele e, depois, por sua sogra, que sempre despertou um sentimento muito forte em Corinne e que fez render a parte mais emocionante desse último livro, na minha opinião. O momento do encontro das duas e o medo que Corinne sentia de ser rejeitada pela sogra devido à sua fuga no passado deu uma pitada de tensão e de emoção especiais oa livro.

Pena que, além de não conseguirem se comunicar direito (Corinne não sabia falar a língua deles e o inglês, para Lektinga, era quase desconhecido) outros problemas obrigaram Corinne a desistir da história que ambos construíram com tanto sacrifício (se bem que o sacrifício foi infinitamente maior para Corinne, que abandonou sua família, sua carreira e tudo o que tinha em seu país para mergulhar na cultura de seu amado).

É ficção?

Lendo isso, sei que a história parece um livro de ficção muito bem amarrado. Mas, pasmem: a história é real. Trata-se de uma biografia IMPERDÍVEL.

Há uma parte do livro indignante, que mostra como há pessoas más no mundo, que pensam apenas em criar discórdia. Apesar de o turismo por lá ter aumentado muito depois do lançamento de seu primeiro livro, isso também trouxe consequências desastrosas. mas você só vai descobrir quais foram quando ler o livro! :)

A notícia ruim é que só o primeiro livro da trilogia possui tradução em português. Isso é um absurdo! E como surgou uma obsessão louca em mim para saber os acontecimento pós fuga, tive que dar um jeitinho para ler as duas outras obras. Fique sabendo de tudo aqui.

E hoje?

Hoje Napirai tem 17 anos e ainda não conhece sua família africana. Acho que um dia Corinne levará a filha para conhecer o pai e a avó.

Confira a foto atual de ambas:

Sobre a Autora

Corinne Hofmann nasceu em 1960 em Frauenfeld, no cantão Thurgau, filha de mãe francesa e de pai alemão. Antes de partir para o Quénia, tinha uma loja de roupa na Suíça. Quando voltou, escreveu The White Masai (traduzido para inglês em 2005), que vendeu mais de 4 milhões de exemplares na Alemanha.

O livro foi adaptado para o cinema pela realizadora alemã Hermine Huntgeberth e estreou no Festival de Cinema de Toronto a 14 de Setembro de 2005. Corinne escreveu ainda duas continuações do primeiro livro: Back from Africa e Reunion in Barsaloi. Hoje, vive confortavelmente no Lago Lugarno com a sua filha, Napirai, de 17 anos.

19 comentários:

  1. Oi Ca!! Boa idéia sobre o enquadramento, não tinha pensado nisso!!
    Estou curtindo muito suas resenhas e obrigada pelos comentários!!!

    Ah! Estou conversando com a Karina sua amiga, pedi a ela que fizesse uma ilustração.Depois que ficar pronta te mostro!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. não conheço. anotado. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla,
    Tem um agradinho para vc lá no meu blog.
    Bj.
    Michele

    ResponderExcluir
  4. Ainda preciso ler os dois primeiros.

    ResponderExcluir
  5. Nossa!!! Quero ler!!!!!!!! Adoro livros baseados em histórias reais!!
    Parece ser tão interessante....vou conferir as outras duas resenhas,
    bj

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Este é um comentário-lembrete:
    Amanhã, dia 20 de setembro, é o dia da Blogagem Coletiva em comemoração ao 1º aniversário do meu blog: Uma carta para mim.
    Como seu blog é um dos inscritos estou passando para lembrar.
    Espero por você!
    Elaine

    ResponderExcluir
  7. Olá Carla,
    é verdade o teu blog é de leitura mais que obrigatória!
    Adorei!
    Parabéns!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderExcluir
  8. adorei o blog! (aqui vem mais uma viciadinha em livros falar) parece muito interessante esta trilugia, especialmente por ser uma história verídica.
    passa pelo meu blog :)
    www.ocantinhodatati.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Realmente,essa blogagem esta mexendo com as emoções,mas sempre ha um crescimento espiritual posterior.
    um grande beijo
    Boas energias
    Mari

    ResponderExcluir
  10. Vim desejar uma boa semana!

    Bjinho*

    ResponderExcluir
  11. Uma semana cheia de coisas boas pra vc
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Uma semana cheia de coisas boas pra vc
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Oieee!!

    nossa, que historia de vida né?!?!

    ah... vc num postou a sua cartinha??? 0.o

    volto amanham pra buscar meu selinhoooo!
    iupiii!

    boa semana minha flor!

    beijos!

    ResponderExcluir
  14. Essa história parece ser intrigante! Pena só o primeiro ter sido traduzido. Qual a editora? Será que se a gente perturbar eles num lançam os outros dois?! rs Eu não tenho muita paciência pra ler em inglês pq leitura pra mim é relaxamento... E começar um livro sabendo que tem continuação e não as ler é triste!
    Xerus
    =***

    ResponderExcluir
  15. passando para te desejar uma ótima semana.
    muito bom o post.muito bom
    Maurizio

    ResponderExcluir
  16. Oii,
    Parece ser bom mesmo, mas antes vou dar uma conferida nas suas outras resenhas.

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  17. Realmente parece ficção, a história dela é realmente uma aula de história e determinação. Adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  18. Carlinha, parece ser mesmo bem interessante, ainda mais qdo via foto.
    bjsss

    ResponderExcluir