sábado, 13 de março de 2010

Te Espero o Tempo que For - Samir Thomaz - Brasiliense

Tenho duas situações para compartilhar com vocês.

A primeira situação:

Você leva sua vida tranquilamente, em uma cidade pequena, onde todos se conhecem. Tem a sua reputação, a casinha que sempre sonhou, uma esposa dedicada, seus dois filhos e sua rotina de chefe de família. Você não faz mal para ninguém, é trabalhador e sonha com um futuro de felicidade e prosperidade para seu rebanho, que é seu tesouro mais precioso e que você defende com unhas e dentes sempre que preciso, como um leão defende a sua cria e o seu território.

Eis que, de um dia para o outro, descobre que sua filha, uma adolescente de 16 anos, seu maior xodó, está se envolvendo com um homem de 42, pela internet, ou seja, sem nunca tê-lo visto na vida, que é soropositivo e que tem uma filha da idade da sua.

O que você faria?

A segunda situação:

Você é um paulistano de 42 anos, que já sofreu pegadinhas bem desagradáveis do destino. Contraiu o vírus da Aids quando ninguém sabia muito bem o que era a doença. Passou a conviver com a culpa de ter contraído essa desagradável companheira para o resto da vida pura e simplesmente por um erro seu. Erro esse que custará caro para sempre e que, infelizmente, não pode ser desfeito.

Ficou doente, sofreu preconceito, levantou a cabeça e seguiu em frente. É editor e escritor ao mesmo tempo. Trabalha muito fazendo o que gosta, mas não ganha o que merece em troca do que sabe fazer de melhor. Viveu um casamento de 20 anos feliz e repleto de cumplicidade, mas que acabou se desgastando. Teve, então, que se acostumar a viver sozinho novamente.

Tem uma filha de 16 anos que está cada vez mais independente e, de um dia para o outro, acaba engatando uma conversa na internet com uma garota que parece estar muito interessada em você, ser extremamente madura para a sua idade e representar toda a vitalidade e aventura que sua vida não tem há tempos. A intensidade das coisas aumentam a passos rápidos e, de uma hora para outra, você se vê completamente envolvido e com um frio na barriga que faz toda essa aparente loucura valer a pena.

Mas, descobre que ela tem 16 anos, é filha de pais conservadores ao extremo e que, por querer ser médica e estudar muito sobre saúde, aceita tranquilamente o fato de você ser soropositivo. Tudo parece conspirar a favor desse relacionamento e o sentimento só cresce.

O que você faria?

Toda história que envolve mais de uma pessoa tem dois lados. E nenhum lado está completamente certo, nem o outro lado completamente errado. Eu pensei muito, muito, muito depois de terminar o livro, tentando achar um lado para eu me posicionar na resenha. Mas, não consegui. Entendo o lado do Samuel, o apaixonado, mas também entendo completamente o lado do pai de Lívia.

O livro é muito bem escrito, fazendo com que o leitor aguce cada vez mais a sua curiosidade para saber os próximos acontecimentos. Na verdade, o ponto mais positivo da obra é o envolvimento que o livro consegue despertar.

Eu, particularmente, fiquei envolvida com os personagens, com os acontecimentos e lembrei muito de mim ao ler sobre
Lívia. Eu era muito parecida, sem preconceitos, sem ter medo do que os outros pensam, querendo mudar o mundo com as minhas ações, extremamente inocente e otimista. Mas, eu era mais questionadora, mais guerreira e menos resignada.

Com certeza, se isso tivesse acontecido comigo, eu ia virar a paz da minha família de pernas para o ar. E, certamente, a reação dos meus entes queridos seria muito parecida com a reação da família de
Lívia: desespero, preocupação e instinto de proteção aflorado. Sofri por ver o peso que essa adolescente carregou e vibrava com cada conquista dos pombinhos. É uma situação difícil, é uma história real, é um fato que marca a vida dos envolvidos e que foi, sabiamente, transformado em um livro ótimo!

Sobre o Autor

Samir Thomaz é editor assistente da Editora Ática. É autor de dois livros de literatura juvenil: Eu pensava... e Carpe Diem - O Crime Bate à Porta. Meu Caro H - A Convivência de um Escritor com o Vírus da Aids foi lançado no dia 29 de novembro de 2000.

Onde Comprar:
Na Livraria Resposta e na Livraria Solução por R$ 35,00.


O combinado!

E, em breve, vocês poderão conferir aqui uma entrevista EXCLUSIVA com o autor dos dois livros autobiográficos sobre os quais já postei: Meu Caro H e Te espero o tempo que for. Combinamos isso logo que recebi o contato do autor (não sabe da história? Leia tudo aqui!). Olha que chique, hoje somos até amigos de orkut (site que, aliás, tem participação ativa no livro).

E, junto com a entrevista, vem aí ua promoção ótima! Quer ganhar um exemplar de Te espero o tempo que for? Então, fiquei ligado no Leitura! :)

17 comentários:

  1. Oi Carla,
    Adorei sua resenha, ficou um arraso, vou anotar aqui a dica, gosto muito de histórias reais...
    Bj.

    ResponderExcluir
  2. ah, não conheço. adorei a capa. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Oi querida!
    Como vc está sumida!!!

    Adorei a maneira q vc apresentou a resenha, ficou bastante interessante! E eu fiquei super curiosa com a história:)
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  4. Puxa, que história diferente... e bonita. (E a 'personagem' ainda é minha xará, rs).

    Acho bacana isso de colocar mais de um ponto de vista numa mesma narrativa. A gente consegue ponderar mais sobre a leitura.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Nossa Carla, complicado tomar um partido nessa situação... acho que só vivenciando isso para saber. Muito boa a resenha, dá vontade de ler o livro.
    Ainda bem que vc voltou, estava com saudades das suas resenhas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Carlinha!

    Fiquei encantada e com uma vontade imensa de ler.
    As duas histórias dão que pensar!

    Um beijo e bom domingo.

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha.. nossa, esse livro definitivamente deve fazer pensar! :S

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a forma como você apresentou os dois lados da história do livro em questão. Duas situações difíceis e creio que não são impossíveis de encontrar uma boa solução. O próprio título do livro mostra uma solução para cada personagem. O homem de 42 anos espera o tempo que for para a moça atingir a maioridade, amadurecer o seu amor por ele e ser aceito pelos pais dela. A moça de 16 anos espera o tempo que for para o seu amor pelo homem de 42 anos crescer mais e mostrar aos seus pais que seu desejo por ele é forte, racional e seguro. Os pais da moça espera o tempo que for para adquirir confiança no homem de 42 anos... Sou como você, pois procuro estar livre de preconceitos. Se eu fosse a moça, iria lutar até o fim. Os pais devem se lembrar que o desejo deles não é igual ao dos seus filhos. Já pensou se os pais ainda determinassem que seu filho ou filha deve casar com tal pessoa? Haveria inúmeros casamentos infelizes. Impedir a união só traz sofrimentos para todos. Os que pais devem fazer é dar conselhos, apontar caminhos, etc.

    Enfim, não vejo a hora de ler os livros do Samir Thomaz. E parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  9. Oi... Navegando, cheguei por aqui... aos poucos estou lendo os resumos dos livros, anotando aqueles que me atraem mais, para fazerem parte do meu Kit de aposentadoria! ehehe,....
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Carlinha, Feliz Dia do Blogueiro!!
    Passa no meu blog pra ver o que inventei! Beijão
    Re

    ResponderExcluir
  11. Olá querida amiga Carla,
    Estou aqui para convidá-la a conhecer meu novo blog especializado em Suspenses Românticos, tanto de banca quanto de livraria.

    Amor, Mistério e Sangue

    Espero que goste e o receba com muito carinho, assim como você sempre fez com o Livros de Bia, que também não ficará esquecido!

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Minha querida, vim para lhe contar uma novidade . Estou com um novo Blog que me foi cedido, e eu elaborei uma espécie de indicação das melhores postagens . Para que isso seja feito, estou pedindo sua autorização da publicação de um de seus posts , com devidos créditos. , Ficou muito feliz, se aceitar. Caso a resposta seja sim estarei visitando seu blog.quando for postada te avisarei , no final de cada mês haverá uma enquête no qual você também será avisada para que convite seus amigos a voltar
    Voce também pode estar indicando uma postagem sua a que mais gostar ou de uma amiga(o)
    Aguardo resposta...
    O blog é esse http://simplythebest01.blogspot.com/...
    Se interessar, por gentileza, responda-me através desse email: lidia_bferreira@terra.com.br
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Vamos participar
    No sábado, 27 de março, entre 20h30 e 21h30 (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais n No sábado, 27 de março, entre 20h30 e 21h30 (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais http://www.horadoplaneta.org.br
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá, Carla, o blog Dominus em parceria com a Loja do Altivo estará sorteando o livro O Último Trem Para Istambul de Ayse Kulin. Participe!
    http://dominus-dominique.blogspot.com/2010/03/loja-do-altivo-dominus-enviam-o-ultimo.html

    Um abraço pra ti!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Carlinha querida! Passando só pra desejar uma ótima semana pra ti! Bjns

    ResponderExcluir
  16. Eu lembro da outra resenha do livro desse autor, mas confesso que não me fez ficar com tanta vontade de ler, como fiquei com essa.
    Nossa, que vontade de saber o que acontece no final!!! Eu quero participar da promoção para ganhá-lo. rsrs
    Beijos,
    Mari

    P.S.: Meu endereço mudou - http://rosas.nadiamotta.com/

    ResponderExcluir
  17. Muito boa sua resenha! Fiquei muito impressionada com a história e com certeza estou curiosa pra saber um pouco mais!!
    Beijos
    Camila

    ResponderExcluir